Home » Extraterrestres » Ets Mundo » CIENTISTA QUE TRABALHOU NA ÁREA 51 FAZ REVELAÇÕES SOBRE ALIENS E MOSTRA FOTOS DE ETS

CIENTISTA QUE TRABALHOU NA ÁREA 51 FAZ REVELAÇÕES SOBRE ALIENS E MOSTRA FOTOS DE ETS

O homem que mostrou imagens destes aliens tinha um dos maiores e mais intrigantes arquivos de fotos sobre extraterrestres. Ele se chamava Boyd Bushman, era cientista e morreu em agosto último, aos 78 anos. A foto acima, segundo ele, é de ETs que fotografou na Área 51, base militar nos EUA conhecida por guardar segredos que poderiam revelar vida inteligente fora da Terra Trata-se do lugar mais misterioso dos Estados Unidos, e Boyd trabalhou ali. Antes de morrer, o cientista revelou esta e outras imagens assustadoras, e fez revelações bombásticas sobre a Área 51 e relatou histórias escabrosas sobre seres de outros planetas

A Área 51 é uma base que o governo dos EUA afirma servir para testar os aviões militares mais secretos do país. Mas especialistas em ufologia afirmam que é lá que estariam as provas da existência de alienígenas, como discos voadores de verdade, capturados pelo exército americano, e cadáveres de ETsPois é exatamente isso que disse o cientista americano Boyd Bushman. Mas quem é esse homem que mostrou fotos que garante serem reais — e a maioria dos especialistas ou gente ligada à ufologia também concorda? Antes de morrer, Boyd gravou um documentário em que dá um longo depoimento a respeito de suas pesquisas. Apresentando fotos de discos voadores e de criaturas de outros planetas, o cientista revela documentos secretos e fala como foi seu trabalho na misteriosa Área 51Em um dos trechos mais arrepiantes do documentário, ele diz o que muita gente desconfia: há provas eloquentes da vida de outros planetas que estão sendo omitidas pelas autoridades E Boyd mostra mais imagens que ele recolheu quando esteve nessa área. Incluem fotos de UFOs e aliens Mais que isso: segundo ele, o governo dos EUA continua em contato com esses seres, que trabalham nessa Área 51. Ela tem 1552 km² e fica no condado de Lincoln, no deserto de Nevada. Os americanos só admitiram a existência desse lugar, onde foram testados aviões e armamentos, oficialmente, em 1994. Mas Boyd insiste: os EUA investigam ali UFOs e ETs Ele diz que os alienígenas ainda atuam com o governo dos EUA na Área 51, também conhecida, só pra lembrar, como local de testes militares As mãos desses aliens teriam cinco dedos, e são mais compridas que as dos humanos — em 30%, para ser mais preciso As criaturas se comunicam entre elas e com humanos por telepatia. Vivem, de acordo com Boyd, por mais de 200 anos. Eles vêm de um planeta a 68 anos luz da Terra, ou quase 700 trilhões de km de distância da Terra “Levavam 45 minutos para vir de lá até aqui”, diz ele, mostrando mais uma foto de um alienígena, esta da cabeça, na parte de cima”Têm naves que viajam mais rápido que a luz”, contou Boyd “E vêm à Terra para fazer pesquisa em parceria com os americanos, russos e chineses”, disse Boyd defende que as informações sobre a área 51 devem ser repassadas ao mundo, e não podem ficar guardadas nos arquivos governamentais O cientista trabalhou durante 40 anos para empresas de segurança, defesa e tecnologia que atuaram com o governo americano na Área 51

O homem que mostrou imagens destes aliens tinha um dos maiores e mais intrigantes arquivos de fotos sobre extraterrestres. Ele se chamava Boyd Bushman, era cientista e morreu em agosto último, aos 78 anos. A foto acima, segundo ele, é de ETs que fotografou na Área 51, base militar nos EUA conhecida por guardar segredos que poderiam revelar vida inteligente fora da Terra Trata-se do lugar mais misterioso dos Estados Unidos, e Boyd trabalhou ali. Antes de morrer, o cientista revelou esta e outras imagens assustadoras, e fez revelações bombásticas sobre a Área 51 e relatou histórias escabrosas sobre seres de outros planetas A Área 51 é uma base que o governo dos EUA afirma servir para testar os aviões militares mais secretos do país.

Mas especialistas em ufologia afirmam que é lá que estariam as provas da existência de alienígenas, como discos voadores de verdade, capturados pelo exército americano, e cadáveres de ETsPois é exatamente isso que disse o cientista americano Boyd Bushman.

Mas quem é esse homem que mostrou fotos que garante serem reais — e a maioria dos especialistas ou gente ligada à ufologia também concorda? Antes de morrer, Boyd gravou um documentário em que dá um longo depoimento a respeito de suas pesquisas. Apresentando fotos de discos voadores e de criaturas de outros planetas, o cientista revela documentos secretos e fala como foi seu trabalho na misteriosa Área 51Em um dos trechos mais arrepiantes do documentário, ele diz o que muita gente desconfia: há provas eloquentes da vida de outros planetas que estão sendo omitidas pelas autoridades E Boyd mostra mais imagens que ele recolheu quando esteve nessa área.

Incluem fotos de UFOs e aliens Mais que isso: segundo ele, o governo dos EUA continua em contato com esses seres, que trabalham nessa Área 51. Ela tem 1552 km² e fica no condado de Lincoln, no deserto de Nevada. Os americanos só admitiram a existência desse lugar, onde foram testados aviões e armamentos, oficialmente, em 1994. Mas Boyd insiste: os EUA investigam ali UFOs e ETs Ele diz que os alienígenas ainda atuam com o governo dos EUA na Área 51, também conhecida, só pra lembrar, como local de testes militares As mãos desses aliens teriam cinco dedos, e são mais compridas que as dos humanos — em 30%, para ser mais preciso As criaturas se comunicam entre elas e com humanos por telepatia.

Vivem, de acordo com Boyd, por mais de 200 anos. Eles vêm de um planeta a 68 anos luz da Terra, ou quase 700 trilhões de km de distância da Terra “Levavam 45 minutos para vir de lá até aqui”, diz ele, mostrando mais uma foto de um alienígena, esta da cabeça, na parte de cima”Têm naves que viajam mais rápido que a luz”, contou Boyd “E vêm à Terra para fazer pesquisa em parceria com os americanos, russos e chineses”, disse Boyd defende que as informações sobre a área 51 devem ser repassadas ao mundo, e não podem ficar guardadas nos arquivos governamentais O cientista trabalhou durante 40 anos para empresas de segurança, defesa e tecnologia que atuaram com o governo americano na Área 51

Autor: A Verdade TV
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>